Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
 
 
 
 
Panorama, 20 de janeiro de 2018 | COMO CHEGAR ATÉ NÓS ATRAVES DE SUA LOCALIZAÇÃO:
Pescadores da região ainda preferem Panorama para suas pescas amadoras
Imagem Noticia para indexar no facebook

Panorama ainda continua sendo o ponto preferido por pescadores da região, na busca do lazer, ou mesmo, na tentativa de capturar alguns exemplares de peixes. Segundo consta, o Rio Paraná deixou de ser um local piscoso, que atraia pescadores turistas de vários pontos do país.
Ficou claro que com a formação do lago, as espécies que mais habitavam os rios acabaram se esparramando pela imensidão das água, ou frente ao impacto da massa volumosa, foi registrado um impacto em seu habitat natural e assim, procuraram locais mais apropriados para a sua espécie. Por outro lado, com a impactação do Rio Paraná, se pensou em todas as formas de recompensas materiais, porém a de repovoação do rio, não foi discutida e muito menos relevada.
Mesmo assim, Panorama continua sendo o ponto de interesse de pescadores. As presenças deles na cidade, é uma marca de que, o Rio Paraná pode ter perdido grande parte de seus peixes, porém não perdeu o encanto de sua beleza e é ainda o preferido pelos pescadores da região.
É grande o número de turistas que aqui chegam com seus veículos rebocando barcos para acesso aos lugares mais piscosos. Como se tratam de pessoas que moram na região, muito chegam pela manhã e ao final da tarde já retornam a suas cidades. Não é muito significativo o montante dos que aqui chegam e permanecem na cidade. Esses, preferem sempre aluguéis de ranchos, ou a hospedagem na rede hoteleira da cidade.
Os que aqui chegam durante a semana, não são muito exigentes, mas se contentam com o básico em suas necessidades. Já os de finais de semana se hospedam nos hotéis, alugam barcos e contratam guias. São de cidades mais distantes.
Um pescador de Dracena, admitiu que Panorama será sempre Panorama, muito embora o Rio Paraná, oferecia muito mais peixes que atualmente. "Mas o carinho da população que já é nossa amiga, faz com que não podemos esquecer esse recanto do Rio Paraná", concluiu.
Porém, Antonio Lopes de Araçatuba, alega que está sempre presente em Panorama para passar finais de semanas com a família, mas observa que ainda falta estruturas de atendimento ao turistas, para que aqui seja um lugar seguro para pescarias.
As observações feitas por ele, estão vinculadas mais para o atendimento e assistências aos turistas. O que falta é que algum órgão responsável oriente quem aqui chega, para as opções que a cidade oferece. Admite ele, que um simples panfleto com endereços úteis ou de emergências seria importante para quem aqui chega e nada conhece da cidade.
A sua colocação já é de conhecimento de todos.

 

Fonte Jornal O Beira Rio







melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior
















Galeria Multimídia
Galerias
2018 © Todos os direitos reservados